Jornalistas de peso debatem sobre Digitais Influencers

Essa semana tive o prazer de participar de um bate-papo com os jornalistas de moda: Pedro Diniz (da Folha de São Paulo), Lilian Pacce e Camila Yahn (do portal FFW) e dentre os temas, foi debatido um que está super em alta: Influenciadoras Digitais.

O primeiro a opinar sobre o assunto foi Pedro Diniz que disse: “Demorei para ter uma visão sobre isso, mas são papéis definidos (entre jornalistas e influenciadoras). As influencers não são jornalistas e não vão a fundo na roupa, na história. Eu acho importante o papel delas, pois aproxima o cliente de uma pessoa real. Porém, é muito mais interessante uma blogueira de cidade pequena do que uma blogueira super star em que você sabe que tudo (que ela divulga) é pago”.

Lilian Pacce disse: “(Influenciadoras) eram mais autênticas, mas hoje ocupam o lugar de uma modelo e um jornalista; são iguais as modelos da passarela, como se o street style ganhasse uma passarela fictícia. Hoje grandes modelos também são influenciadoras, como Gigi (Haddid). Mas as pessoas sabem que tudo é pago.

Para Camila Yahn: “Influenciadoras que mostram o look do dia é muito raso. Eu virei fã da Camila Coutinho, pois ela se reinventou, ela tem jeito para negócio. Você tem que almejar ser uma boa influenciadora, com um estilo de verdade.

E o Pedro finalizou dizendo: “Hoje elas deixam o papel de influencers para serem celebridades. A maioria das meninas querem ser blogueiras porque querem a vida delas, mas essa vida não existe”.

Diante de tudo o que foi dito eu creio que embora seja extremamente interessante uma digital influencer de cidade menor, as super stars levam vantagem. Cabe ao departamento de Marketing analisar o que se enquadra em sua demanda de clientes, se estes são em sua maioria de uma região ou do país todo, mundo todo. Também concordo com a Lilian quando ela diz que grandes modelos são influenciadoras, mas não só modelos, também atores, cantores, jogadores etc. Agora sobre o look do dia, foi assim que elas ganharam o status de influencers e continuam a ganhar até hoje.

Ao final do bate-papo, Lilian Pacce lançou seu livro: O biquini made in Brazil e eu fiquei com um exemplar para mim.

Snapseed 2

 

É isso gente. Espero que tenham gostado dessa matéria, até o momento exclusiva e que a partir do pensamento desses nomes já conhecidos do jornalismo vocês formem os seus.

Até a Próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s