Empoderamento Feminino por Mulheres Empoderadas

Oi gente, estava sumidinha daqui por conta de outras ocupações, mas voltei com uma matéria de extrema importância para a mulher contemporânea, o Empoderamento Feminino.

Hoje estive presente no Fashion Meeting que trouxe esse debate por algumas mulheres empoderadas que trouxeram suas visões sobre o assunto.

A primeira convidada ao debate a dar sua opinião foi a modelo Plus Size Fluvia Lacerda que disse: “Independente de como você está do lado de fora, você passa o que está dentro de você para as pessoas. Estar bem comigo mesma seja lá qual for o meu corpo é ser uma mulher empoderada. Vivemos um pé de guerra com o padrão de beleza, onde as mulheres sempre querem camuflar alguma coisa, mas o mercado plus size vem crescendo de forma avassaladora; virou a mesa”.

Na sequência tivemos a opinião de Negra Li e a cantora disse: “fui obrigada a ser forte desde criança, pois nasci na Brasilândia que era muito perigoso, mas sobrevivi a isso. Eu precisava ter esse poder em mim mesma. Eu sempre gostei de escrever redação na escola e falar o que eu pensava. Eu quis carreira solo porque eu queria estar a frente. Hoje eu sou uma mulher livre, empoderada, fazendo o que eu quero. O empoderamento feminino não é moda, não é tendência, é a evolução da mulher”. De fato, é a evolução da mulher mesmo, que conquistou muitas coisas antes limitadas aos homens.

Logo depois, o microfone chegou as mãos de Maytê Birman, que comanda a marca Arezzo junto com o marido, Alexandre Birman e ela disse: “a mulher tem a questão da luta. No meu caso tive que vencer o estigma da “loira burra”. O empoderamento ainda será bastante discutido. Hoje a mulher é líder, executiva e exerce um papel importante na sociedade”.

E então a apresentadora da mesa, Bruna Fioreti, ex-redatora da revista Glamour completou: “o auto-conhecimento leva a auto-estima. Eu sei quem eu sou e eu gosto de mim assim. Eu preciso abraçar e aceitar quem eu sou. Ser auto-confiante é ser empoderada”.

Como podemos ver, numa opinião geral, o empoderamento tem haver com a essência de cada mulher; com aquilo que vem de dentro para fora.

Na minha opinião, você pode ser uma dona de casa empoderada, pois seja lá qual for o seu papel na sociedade é necessário apenas que você seja forte e auto-confiante. Lembrando que empoderamento não é feminismo, mas sim a liberdade da mulher de poder fazer aquilo que lhe trás bem-estar sem se sentir oprimida ou minimizada; crescendo em atitudes mais do que debates ou confrontos com os opositores.

Snapseed

Bem, eu tietei a Negra Li mesmo, pois é sem dúvidas uma mulher admirável e super empoderada. (Eu ando escondendo os dentes, pois ainda estou usando aparelho ortodôntico)

Espero que vocês tenham gostado, pois é um assunto atual e precisa ser refletido por todas nós mulheres. Até a próxima!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s